A RAPOSA E AS UVAS OU IMPRENSA CARIOCA E BOTAFOGO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A RAPOSA E AS UVAS OU IMPRENSA CARIOCA E BOTAFOGO

Mensagem por lscunha em Sab Ago 03 2013, 15:27

A RAPOSA E AS UVAS
Quando eu era garotinho, a primeira fábula, que são histórias com fundo moral, que me foi contada foi “A Raposa e as Uvas” de autoria de ninguém mais que Esopo e que relembro abaixo:


A Raposa e as Uvas
Uma Raposa, morta de fome, viu, ao passar diante de um pomar, penduradas nas ramas de uma viçosa videira, alguns cachos de exuberantes Uvas negras, e o mais importante, maduras.
Não pensou duas vezes, e depois de certificar-se que o caminho estava livre de intrusos, resolveu colher seu alimento.
Ela então usou de todos os seus dotes, conhecimentos e artifícios para pegá-las, mas como estavam fora do seu alcance, acabou se cansando em vão, e nada conseguiu.
Desolada, cansada, faminta, frustrada com o insucesso de sua empreitada, suspirando, deu de ombros, e se deu por vencida.
Por fim deu meia volta e foi embora. Saiu consolando a si mesma, desapontada, dizendo:
"Na verdade, olhando com mais atenção, percebo agora que as Uvas estão todas estragadas, e não maduras como eu imaginei a princípio..."

Muito bem, a postura que a imprensa carioca tem em relação ao Botafogo e isso desde priscas eras, me lembra muito essa fábula, pois não tendo condições de alcançar o Botafogo, pelo simples fato de não terem alcançado nível de discernimento para tal, se limitando a ilusão da maioria, como os flamenguistas ou a soberba tricolor ou ainda a dissimulação vascaína, se consolam em colocar defeitos naquilo que lhes é impossível alcançar e tratam de nos “estragar” o máximo possível.

Devo salientar a esses despeitados, que somos de boa cepa, safra sem igual e que não apodrecemos, mas nos maturamos eternamente.

Abraços,

lscunha



lscunha
Colunista
Colunista

Número de Mensagens : 3563
Data de inscrição : 02/04/2009
Idade : 71
Localização : blumenau

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A RAPOSA E AS UVAS OU IMPRENSA CARIOCA E BOTAFOGO

Mensagem por vbm em Sab Ago 03 2013, 17:52

Ainda pouco na rádio Tupi, estava o Apolinho mais alguns comentaristas caindo de pau na atitude do Seedorf de não ter deixado o Vitinho dar entrevista no intervalo do jogo contra o Vitória, dizendo qe ele estava se achando que já se considera o dono do time, etc.
Eu acho que o Seedorf estava certíssimo, pois a imprensa esportiva brasileira em um modo geral procura todo e qualquer tipo de "gancho" para tumultuar o ambiente no Botafogo e ele já notou isso. Com certeza iriam pergunta ao garoto como ele se sentia após fazer um gol mesmo sendo criticado pela torcida e coisas parecidas para o garoto cair em uma arapuca. Malandro velho que é o Sidão, ele tratou de eliminar tal possibilidade dando um tapa na cara da flapress e ainda deu uma risadinha depois do jogo quando perguntaram sobre o fato a ele.
Com isso o Seedor subiu ainda mais no meu conceito.

__________________________________________________
"Great spirits have always encountered violent opposition from mediocre minds. The mediocre mind is incapable of understanding the man who refuses to bow blindly to conventional prejudices and chooses instead to express his opinions courageously and honestly."
Albert Einstein.

vbm
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 2602
Data de inscrição : 27/03/2009
Localização : Nem mesmo eu sei

Ver perfil do usuário http://www.biostery.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A RAPOSA E AS UVAS OU IMPRENSA CARIOCA E BOTAFOGO

Mensagem por lscunha em Dom Ago 04 2013, 15:43

VITÓRIO,

antes de tudo um abração para toda a família.

você já é um veterano torcedor glorioso e já viu muita coisa e sabe que essa postura é rançosa, pois vem de muito tempo.

tem um ditado que diz que uma vez, vá lá, duas provavelmente é coincidência, mas três vezes é seguro que é ação inimiga.

isso ocorre com sistemática frequência.

o foco da semana deveria ser a piaba que o flamengo tomou do bahía e aí nada falam e vão buscar algum deslize no botafogo ou uma coisa "espetacular" no flamengo, que no momento é a contratação do fabuloso chicão.

no primeiro gol de falta que fizer, Thiago silva que se cuide.

é isso e sempre isso.

abraços,

lscunha

lscunha
Colunista
Colunista

Número de Mensagens : 3563
Data de inscrição : 02/04/2009
Idade : 71
Localização : blumenau

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A RAPOSA E AS UVAS OU IMPRENSA CARIOCA E BOTAFOGO

Mensagem por vbm em Dom Ago 04 2013, 16:20

Um abraço também para você e família c aro amigo Cunha.

A temporada de caça ao Botafogo começou e coincide com a de salvação do flamerda que já está ganhando do Atl Mineiro, mas podemos esperar porque vem chumbo grosso por aí.
A globo e a CBFla não vão perdoar.

__________________________________________________
"Great spirits have always encountered violent opposition from mediocre minds. The mediocre mind is incapable of understanding the man who refuses to bow blindly to conventional prejudices and chooses instead to express his opinions courageously and honestly."
Albert Einstein.

vbm
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 2602
Data de inscrição : 27/03/2009
Localização : Nem mesmo eu sei

Ver perfil do usuário http://www.biostery.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A RAPOSA E AS UVAS OU IMPRENSA CARIOCA E BOTAFOGO

Mensagem por Renatão em Dom Ago 04 2013, 23:18

Caro amigo Luiz Sérgio,
Esse despeito que os mulambos sentem por nós se espalha por toda a imprensa,  e até falsos botafoguenses, à frente o campeão de contorcionismo verbal, que atende pelo nome de Paulo César Vasconcellos, são uzeiros e vezeiros em diminuir nossas vitórias. Agora mesmo, ao fim do jogo, aplaudiu o Juninho, a despeito do que fizera durante todo o jogo, em que os comentários para o nosso time eram sempre com algo negativo,  do tipo: deixou de jogar, cansou, o Seedorf parou em campo. Visível também a parcialidade do narrador, um mequetrefe chamado Moreno.  Em momento nenhum foi dito que o técnico tem mais de 100 jogos à frente da equipe, que temos o melhor goleiro do futebol brasileiro, que a nossa defesa é das menos vazadas, que os jogadores estão entrosados, que fizemos gols em todos os jogos, que somos o time com maior número de vitórias, que não tivemos jogadores expulsos, motivos pelos quais estamos na liderança isolada do Brasileirão.
Dia desses, naquelas correntes antes dos jogos, o Bolívar disse aos companheiros que sente um arrepio quando entra na camisa gloriosa. Vindo de um jogador experiente, que ganhou tudo, é um motivo que esses mulambos deveriam levar em consideração ao verem jovens como Gilberto, Dória, Vitinho, Gabriel dando tudo de si pelo time. O Seedorf fez muito bem em dar um safanão num mulambo que se colocou entre ele e o vestiário, quando ele impediu o Vitinho de dar entrevista no intervalo do jogo contra o Vitória, na quarta-feira.
Imagine se não vão se rasgar, caso o Seedorf, esse fenômeno de jogador e de caráter, vença esse Brasileirão e entre para a galeria imortal de nossa sala de troféus, representado de corpo inteiro, ao lado de Nilton Santos, Garrincha, Didi, Gérson, Jairzinho, Amarildo, Zagallo, todos campeões do mundo, todos fizeram gols em copas. Didi e Garrincha foram eleitos os melhores nas copas de 58 e 62, respectivamente. Jairzinho é o  jogador do futebol mundial que jamais terá seu feito superado.  Único jogador a fazer gols em todos os jogos de uma copa, a de 70, será, sabe-se lá quando, apenas igualado. Campeão de tudo em times diferentes, em nenhum deles Seedorf teria melhor companhia que essa. Certamente que essa honraria há de motivá-lo a ajudar seus companheiros a levantar esse campeonato.
O grave de nossa situação é a forma como a Diretoria, mais uma vez, pode colocar tudo a perder, ao deixar de cumprir sua obrigação com o elenco, já lá se vão dois meses de atraso nos salários. Todo cuidado é pouco, os mulambos aproveitam essa falhas para tumultuar o ambiente. A repórter mulamba, ao fim do jogo de hoje, ao entrevistar o Rafael Marques, autor de dois gols, perguntou a ele se o fato do time não se concentrar por motivo de atraso nos salários vinha atrapalhando o desempenho. Sua resposta deveria ser: "atrapalhou sim, mulamba, atrapalhou a pauta dos teus patrões; você queria o quê? que eu fizesse dois gols contra?"
Parece-me que este ano nosso time é mais consistente, os jogadores são melhores, há peças de reposição. Se não perdermos o foco, se o Seedorf não se machucar, temos muita chance de ganharmos esse título. Como sempre, estou otimista quanto ao nosso futuro.
Um abraço do seu amigo mesmo.
Renatão

Renatão

Número de Mensagens : 149
Data de inscrição : 12/07/2009
Idade : 63
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A RAPOSA E AS UVAS OU IMPRENSA CARIOCA E BOTAFOGO

Mensagem por lscunha em Sex Ago 09 2013, 19:33

RENATÃO,
espero que o amigo e a família estejam bem de saúde e em franca prosperidade com o restaurante.

concordo 100% com o amigo.

se tivéssemos um elenco mais bem encorpado, teria mais certeza e a única coisa que me preocupa mais que o normal, é perdermos o Seedorf, embora nas duas partidas que não jogou, o time foi bem. é que ele comanda o time em campo e como tem ótima leitura de jogo, orienta os companheiros.

no mais um abração e ainda vou comer a tal empada de jiló.

lscunha

lscunha
Colunista
Colunista

Número de Mensagens : 3563
Data de inscrição : 02/04/2009
Idade : 71
Localização : blumenau

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A RAPOSA E AS UVAS OU IMPRENSA CARIOCA E BOTAFOGO

Mensagem por Renatão em Sab Ago 10 2013, 16:37

Amigo Luiz Sérgio,
  O jiló é, a meu ver, o mais importante dos alimentos, que vieram da mãe África, em termos de abrangência cultural.   Tão importante, que gerou a maior discussão sobre sua origem, brasileiros achando que o jiló é daqui, assim como os africanos juram que a mandioca é de lá.
A mandioca é de origem brasileira, muitíssimo bem adaptada na África, onde muitos países produzem enormes quantidades. A discussão sobre a origem do jiló mobilizou grandes pesquisadores brasileiros, envolvidos com a cultura popular de nosso país, sendo que o maior deles, o potiguar Luiz da Câmara Cascudo, autor de um livro fundamental, A História da Alimentação no Brasil, chegou a escrever que o jiló provavelmente é de origem africana. Quem bateu o martelo, não faz muito tempo,  comprovando que a origem era mesmo africana, foi um outro gênio da raça, seu conterrâneo do Rio de Janeiro, mestre da música e da cultura popular, Ney Lopes.
 Tudo isso para dizer que a empada de jiló é um espetáculo gastronômico e, apenas um dos muitos acepipes que podemos cometer. O meu preferido é jiló recheado ao sugo.
 Agora vamos ao nosso glorioso BFR: continuo otimista, jogamos bem contra o Atlético-MG, sem o Seedorf, vamos ver hoje contra o Goías, precisamos ganhar para mantermos a pegada de líder.
Saudações alvinegras.
Renatão
PS - É verdade mesmo que é das comidas que mais gosto, agora no almoço comi um frango com jiló (preparados separadamente) e acompanhei com cerveja gelada e papo com meus filhos sobre o jogo de logo mais. Eles também acham que vamos ganhar, nenhum dois come jiló.

Renatão

Número de Mensagens : 149
Data de inscrição : 12/07/2009
Idade : 63
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A RAPOSA E AS UVAS OU IMPRENSA CARIOCA E BOTAFOGO

Mensagem por Renatão em Sab Ago 10 2013, 16:52

Caro Luiz Sérgio,
 Mais um capítulo da série "SÓ NÓS TEMOS": achei genial a ideia da estátua do Zagallo com a camisa da Seleção Brasileira. Que outro clube tem tantos jogadores identificados com os títulos mundiais da Seleção? Essa identificação do Zagallo com a Seleção,  é um de nossos selos de qualidade, aquele escudo vislumbra a Estrela Solitária. A estátua do Zagallo é  o cheque-mate que demos na mulambada. É mais um motivo para aumentar o despeito que eles sentem de nossa história gloriosa.
Saudações alvinegras.
Renatão

Renatão

Número de Mensagens : 149
Data de inscrição : 12/07/2009
Idade : 63
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A RAPOSA E AS UVAS OU IMPRENSA CARIOCA E BOTAFOGO

Mensagem por lscunha em Sab Ago 10 2013, 19:19

RENATÃO,

boa parte da torcida não gosta do zagallo e o identifica como mulambo.
zagallo foi um jogador extraordinário em termos de aplicação tática e um profissional exemplar, que sempre honrou a nossa camisa.
o fato de outros que também merecem, não terem ainda a sua estátua, é questão de tempo.
eu gostaria que a estátua fosse com a camisa do botafogo, pois a da atual cbf está atrelada a uma série de maracutaias, que a colocam distante do nosso manto.

quanto ao jiló e ao aipim, acho que você tem razão, mas como a áfrica em tempos remotos era coligada a américa do sul, as adaptações são simples.

quanto ao nosso grande sambista autor da imortal vendaval das paixões e outras tantas melodias, folgo saber que é um expert em culinária.

o dia que eu for aí, me dê um porre de jiló e não faça mais nada, tipo é isso ou isso, pois aí a fome vai acabar com a minha frescura contra o nobre legume.

abraços fraternos,

lscunha

lscunha
Colunista
Colunista

Número de Mensagens : 3563
Data de inscrição : 02/04/2009
Idade : 71
Localização : blumenau

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A RAPOSA E AS UVAS OU IMPRENSA CARIOCA E BOTAFOGO

Mensagem por Renatão em Seg Ago 12 2013, 10:04

Luiz Sérgio,
 A trajetória do Zagallo, a meu ver, está acima das paixões clubísticas, em razão do profissionalismo que temos que enxergar no futebol. Quando foi campeão  em 70, pela Seleção, vinha de um bicampeonato carioca (67 e 68), estava mantido no comando de nosso time, e substituiu o Saldanha, outro símbolo da grandeza de nosso clube. Lembremos da atuação danosa da mulambopress, que tentou derrubar o Saldanha para colocar em seu lugar um mequetrefe chamado Yustrich, cuja  contribuição para o futebol bem jogado foi uma tal cavadinha, que você poderá descrever para nossos companheiros de CB. Além da cavadinha, o que se extrai da passagem desse energúmeno pelo futebol, é  o rosário de desaforos que ele vomitava contra todos que lhe eram contrários, incluídos aí, jogadores, dirigentes, técnicos adversários, cronistas que não o bajulavam, etc. Era a ignorância a serviço da má educação, com cobertura frenética dos jornais de propaganda enganosa dos mulambos.  Infelizmente, a CBF, CBD no tempo do Zagallo, transformou-se num antro de meliantes, culminando com esse Marin, um colaborador da ditadura militar, envolvido num nebuloso episódio de delação que levou ao assassinato do jornalista Wlado Herzog. Mas voltando ao caso da camisa da estátua, o vejo pelo lado de uma ainda maior glorificação da participação do nosso BFR na consolidação da grandeza de nosso futebol perante os olhos do mundo. Que outro clube teria um jogador nas mesmas condições?
Saudações alvinegras
Renatão
PS - Estamos combinados, você vai ver que o jiló é um caso de rejeição por conta de ser amargo, nada que o cuidado no preparo não possa resolver. A engenharia genética já permite a produção de frutos sem um amargor tão acentuado quanto aquele que experimentamos na infância.

Renatão

Número de Mensagens : 149
Data de inscrição : 12/07/2009
Idade : 63
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A RAPOSA E AS UVAS OU IMPRENSA CARIOCA E BOTAFOGO

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 13:04


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum