Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos

PARA REFLEXÃO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

PARA REFLEXÃO

Mensagem por lscunha em Qua Maio 01 2013, 22:56

Acompanhei atento e admirado a semi-final entre Bayer e Barcelona e uma vez encerrada com o agregado de 7x0 a favor dos alemães, cabe uma reflexão do ocorrido, já que o favorito do embate, teoricamente era o barça, até então tido por muitos como o melhor time de todos os tempos.



Assim, para melhor detalharmos o que presenciamos, resolvemos fazer uma abordagem setorizada daquilo que observamos.



1- Reestruturação da concepção de prática do futebol :

A Alemanha sempre foi um protagonista do futebol mundial, o que fica evidente com seus títulos mundiais, mas percebeu que a postura pragmática e do estilo britânico que adotava, mesmo vencedora em algumas ocasiões, ficava a desejar diante do potencial de talento que uma grande parte de seus jogadores possuíam, mas que não utilizavam diante do planejamento de jogo aéreo e de um forçado contato físico que o caracterizavam, a ponto de ser dito que jogavam algo parecido com o futebol.

Também tiveram o seu maracanaço na copa de 2006 e como para eles o insucesso não se encerrar com um balançar de ombros, estudaram o porquê do mesmo e chegaram a conclusão que o futebol deve ser jogado com bola no chão, sem estrelismo e no sentido vertical.

Para isso montaram uma escola de excelência, onde os garotos com potencial, garimpados pelos clubes, lhes são enviados para serem lapidados.

Lá começam a ter ensinamentos esquemáticos que lhes permitem uma intuitiva leitura de jogo e em decorrência de ocupação inteligente de espaços e de opções de ações coletivas ou individuais efetivas.

Também lá se aperfeiçoam nos fundamentos e aprimoram suas virtudes naturais.

2- Conscientização e profissionalismo

Os garotos aprendem a respeitar o adversário e ao invés da humilhação com olés ou jogadas de efeitos, são exigidos a manterem a intensidade defensiva e ofensiva, de modo que o objetivo maior do futebol, ou seja, o gol, sempre é o foco.

Não há estrelismo e embora nítido alguns destaques, ninguém joga para si ou para ser a capa do jornal, mas sempre para o time, pois o que é privilegiado é a coletividade e não os indivíduos.

3- Ciência

Durante a copa passada, quando derrotaram a argentina, foi revelado que a equipe técnica estudou todos os jogos dos portenhos nos últimos 4 anos e muitos de seus jogadores foram dissecados de tal forma, que quando o messi pegava a bola, todo o time sabia o que fazer e que sendo sua principal jogada vir na diagonal com a mão no peito do adversário para estabelecer uma distância e a bola do seu lado esquerdo ficando inacessíve ao seu marcador diretol, estabeleceram que o marcador lhe seguiria pelo seu lado direito com a única preocupação de não lhe permitir a finalização para o gol e outro companheiro, imediatamente lhe combateria pelo outro lado, ou seja, o que estava a bola e dessa forma neutralizaram o craque argentino.

Também ficou claro no estudo, que a zaga argentina era pesada e além de não ter arranque e velocidade, não aguentariam a sistemática ação de bolas enfiadas em suas costas, pois essa ação abriria o bico dos zagueiros hermanos e o que se viu foi um chocolate de 4x0 e se fosse de 6, não haveria injustiça.

Pois eles tinham dossiês de todas as seleções que estavam disputando a copa e qualquer adversário estaria dissecado em suas potencialidades e fraqueza.

Contudo, perderam a copa, para a escrita, que é uma coisa inexplicável no futebol.



4- O Bayer atual – máquina de jogar futebol

Possui uma formatação defensiva de um 442, pois um dos pontas, justo o do lado oposto aonde está a bola, recua para formar a segunda linha de 4 e compactar e fechar o meio de campo, protegendo também a linha de zagueiros e os dois que ficam mais adiantados, marcam a saída de bola e ninguém da espaço, o que acabou com o toque de bola espanhóis e os obrigou a carregarem a bola, fugindo as suas características de tocar a bola e a ter a posse da mesma.

Isso também facilitou a marcação e não ficaram na roda se desgastando e quando retomavam a bola, se posicionavam num 433 (eis êle aí), com uma particularidade, pois o roberry que é destro joga como ponta esquerda e o robben que é canhoto joga como ponta direita e dessa forma além de fazerem a diagonal, colocam distância da marcação, pois a bola sempre estará do outro lado do marcador.

Efetividade é a resultante da eficácia com a eficiência e essa é a proposta do time, que possui a mesma consistência durante os 90 minutos.



Para encerrar, não poderia deixar de registrar a aula de civilidade dada por todos.

Da torcida do barça, que não abandonou o estádio e mesmo triste após o jogo encerrado, cantou seu hino e aplaudiu seu time, reconhecendo a superioridade alemã, sem a menos ação de vandalismo em protesto.



A atitude dos alemães que comemoraram de forma natural, sem qualquer deboche e mostrando muito respeito ao adversário que acabara de vencer de forma incontestável.

Em nenhum momento, seus jogadores se colocaram em evidência em relação aos seus companheiros e se um soube perder, o outro soube ganhar.



Isso é possível para países onde o respeito ao próximo seja mais que um corolário, mas sim um dogma.



Penso que os clubes brasileiros, dirigentes, equipes técnicas, jogadores e torcedores, tenham a inteligência de tomarmos esse exemplo, para refletirmos e mudarmos a concepção que aí está, na maioria das vezes despida de merecimento, balcão de privilégios e entender que há “vitórias” e vitórias e que saibamos extrair os ensinamentos e possamos iniciar um novo ciclo no nosso futebol, de praticarmos um futebol, atrevido sim, mas não humilhante e que sejamos efetivos, pois o nosso talento natural inserido nessa atitude esportiva e mundial, vai nos trazer de novo a hegemonia desse esporte.



Abraços,



lscunha

lscunha
Colunista
Colunista

Número de Mensagens : 3563
Data de inscrição : 02/04/2009
Idade : 71
Localização : blumenau

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PARA REFLEXÃO

Mensagem por dedeco em Qui Maio 02 2013, 15:57

Saudações!
E apesar de tudo o que vimos em campo,maravilhoso foi o que vimos fora dele,as torcidas.
A torcida do Borússia colocou esse time na final.Aquela aura criada,aquela paixão nos gritos fizeram o time acreditar que era possível.E foi.
O Bayern é o favorito,mas confesso que o jogo de ida em Dortmund,me fez enxergar a quase perfeição do futebol jogado.A química time x torcida,um time barato,mas com jogadores que deram até a última gota de suor pra não decepcionar aqueles torcedores.Não naquele dia e naquele momento.Foi o título pra eles tenho certeza.
O Bayern se aproveitou de sua visível força física sobre os catalãs.Mas o Borússia foi na bola,futebol contra futebol,jogador contra jogador,time contra time,por isso me encantou mais.
Confesso que agora respondi para mim mesmo um dos mistérios que cercam o futebol:
"TORCIDA GANHA JOGO SIM ! "

dedeco

Número de Mensagens : 614
Data de inscrição : 19/11/2009
Idade : 37
Localização : manaus-am

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PARA REFLEXÃO

Mensagem por lscunha em Qui Maio 02 2013, 17:34

DEDECO,

aquela partida com o málaga, entrou para a história e confirma que o impossível não existe no futebol.

penso, todavia, que na final vai dar bayer fácil.

outra coisa que gostaria de contar com sua ajuda é sobre o paradeiro do chacon, que sumiu.

abraços,

lscunha

lscunha
Colunista
Colunista

Número de Mensagens : 3563
Data de inscrição : 02/04/2009
Idade : 71
Localização : blumenau

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PARA REFLEXÃO

Mensagem por dedeco em Sex Maio 03 2013, 11:12

Mestre Cunha,também acho que dá Bayern,por isso escrevi que o título da Champions para o Borússia foi o jogo contra o Real Madrid.Foi emocionante e histórico.
Sobre o Chacon,ele tá bem,mas tá numa encruzilhada daquelas.Tá de viagem marcada para o Rio de Janeiro para ver a decisão,nos dias 12 e 19.E se o campeonato acabar domingo agora,ele não vai ver é nada.Mas tá bem.
Abraços!

dedeco

Número de Mensagens : 614
Data de inscrição : 19/11/2009
Idade : 37
Localização : manaus-am

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PARA REFLEXÃO

Mensagem por vbm em Sab Maio 04 2013, 11:58

BOTAFOGO RECEBE LAUDO E ENGENHÃO SÓ VOLTARIA EM 2014

O Botafogo recebeu, na noite de sexta-feira, o laudo encomendado pela prefeitura para a empresa alemã Schlaich Bergerman und Partner (SBP) sobre a cobertura do Engenhão. São dois extensos volumes escritos em inglês (a versão traduzida chegará em duas semanas). Uma fonte do clube com acesso ao relatório disse que ainda está na fase inicial de leitura - e que o laudo não deve determinar nada. Mas revelou também que a tendência hoje é que o estádio siga interditado até 2014 para que sejam feitos os reparos necessários. A prefeitura aproveitaria o período para erguer as arquibancadas temporárias para as Olimpíadas de 2016 - que elevarão a capacidade do equipamento para 60 mil pessoas.

A final da Taça Rio será disputada domingo, entre Botafogo e Fluminense, no Estádio Raulino de Oliveira, que tem capacidade oficial para apenas 20 mil pessoas. Neste sábado, um dia antes da decisão, o Engenhão completa 40 dias de interdição. O Botafogo esperava desde 26 de março pelo laudo que chegou na noite de sexta-feira.

No momento, há um teste em processo no Canadá antes da apresentação para a Prefeitura. Consultada, a Prefeitura do Rio não se manifesta sobre o assunto e evita qualquer comentário. O Consórcio Engenhão diz que também aguarda o novo laudo e não tem responsabilidade sobre esse documento. Há comissões na Câmara de Deputados e na de Vereadores para acompanhar o caso.

O Botafogo sequer tem conseguido contato com o prefeito Eduardo Paes. A situação se agravou com a licença do presidente Maurício Assumpção, por causa do problema de saúde de seu pai. O time ainda utiliza o campo anexo do estádio para treinamentos e o técnico Oswaldo de Oliveira mostrou todo o seu lamento.

- Por mim, botava capacete em todo mundo e jogava aqui no Engenhão. O gramado está lindo. Dá até pena, é um desperdício - afirmou Oswaldo.

Nesse período, apesar da declaração do ex-presidente Carlos Augusto Montenegro de que o clube pararia de pagar as contas, o Botafogo segue cumprindo seus contratos vigentes no estádio. A diretoria disse ter recebido respaldo dos patrocinadores com relação à situação vivida pelo Engenhão e, por enquanto, não há sinal de cobrança do prejuízo pela interdição.

O último jogo no Engenhão foi o empate em 0 a 0 entre Boavista e Flamengo, no dia 23 de março, pela segunda rodada da Taça Rio. Inicialmente, o Botafogo imaginava a reabertura do estádio para a disputa do Campeonato Brasileiro, que começa dia 25.

Além do Engenhão, também há a expectativa com relação ao Maracanã, que teve seu primeiro teste no dia 27 de abril, em um confronto entre amigos de Ronaldo e Bebeto. A previsão é de que o próximo seja no dia 15 de maio, desta vez um jogo oficial.

Fonte: Globoesporte.com

Cada vez mais me convenço que há muita coisa por trás da interdição do Engenhão para facilitar a licitação e uso do Maracanã que será entregue de mãos beijadas ao Eike Batista em uma transação deficitária para os cofres públicos.
Não precisa de nenhuma teoria de conspiração para se deduzir alguma coisa, basta juntar todos os fatos antes e depois da interdição. outro fato estranho foi a licença do mandatário do Botafogo, para mim um sinal muito forte de que ele está sabendo de alguma coisa e prefere ficar omisso por alguns motivo$ fora de nosso conhecimento.
Outra coisa que me cheira a "maracutaia" e esse papo de arquibancadas temporárias decidido pela Prefeitura, onde vai ter muita gente deitando e rolando em uma grana preta, como era antes da construção do Sambódromo para os desfiles das escolas de samba.

__________________________________________________
"Great spirits have always encountered violent opposition from mediocre minds. The mediocre mind is incapable of understanding the man who refuses to bow blindly to conventional prejudices and chooses instead to express his opinions courageously and honestly."
Albert Einstein.

vbm
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 2602
Data de inscrição : 27/03/2009
Localização : Nem mesmo eu sei

Ver perfil do usuário http://www.biostery.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PARA REFLEXÃO

Mensagem por lscunha em Sab Maio 04 2013, 12:13

VBM,

parec que o cala-boca será a construção do lance de arquibancada que passa para 60 mil lugares e que permitirá o uso do mesmo nas olimpíadas de 2016, para o atletismo.

penso que foi tudo acertado e o botafogo não paga nada e ainda vai ganhar o patrocínio da caixa.

DEDECO,

vamos secar a viagem dele para o rio.

abraços,

lscunha

lscunha
Colunista
Colunista

Número de Mensagens : 3563
Data de inscrição : 02/04/2009
Idade : 71
Localização : blumenau

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PARA REFLEXÃO

Mensagem por vbm em Sab Maio 04 2013, 12:31

lscunha escreveu:VBM,

parec que o cala-boca será a construção do lance de arquibancada que passa para 60 mil lugares e que permitirá o uso do mesmo nas olimpíadas de 2016, para o atletismo.

penso que foi tudo acertado e o botafogo não paga nada e ainda vai ganhar o patrocínio da caixa.

DEDECO,

vamos secar a viagem dele para o rio.

abraços,

lscunha

O tal "cala-boca" ao qual você se refere não pode ser o aumento da capacidade do estádio porque as arquibancadas serão provisórias e serão desmontadas logo após o fim das olimpíadas. Não vejo nenhuma vantagem para o Botafogo nisso.

__________________________________________________
"Great spirits have always encountered violent opposition from mediocre minds. The mediocre mind is incapable of understanding the man who refuses to bow blindly to conventional prejudices and chooses instead to express his opinions courageously and honestly."
Albert Einstein.

vbm
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 2602
Data de inscrição : 27/03/2009
Localização : Nem mesmo eu sei

Ver perfil do usuário http://www.biostery.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PARA REFLEXÃO

Mensagem por gbarata em Seg Maio 06 2013, 13:10

Aí a má-vontade da CBF...

Fifa diz não ter vetado nome de Garrincha para o Estádio de Brasília
<


Para a Copa das Confederações, o estádio de Brasília não será usado oficialmente como Estádio Mané Garrincha, e sim como Estádio Nacional de Brasília. Segundo a Fifa, responsável pela organização tanto da Copa das Confederações como da Copa do Mundo de 2014, foi a própria cidade-sede quem indicou este nome à entidade, em 2010. Por isso, somente o governo do Distrito Federal e o Comitê Organizador Local da Copa -2014 (COL) poderiam pedir a mudança.

De acordo com a Fifa, há vetos de nomes para naming rights. Nas duas últimas Copas, foram os casos da Allianz Arena em 2006, na Alemanha, e do Coca-Cola Park, na África do Sul, em 2010, que viraram Arena de Munique e Ellis Park.



Na nota oficial, a Fifa diz ainda que "não teria problema com um estádio com o nome de uma das maiores lendas das Copas como foi Mané Garrincha, que criou com suas incríveis performances em 1958 e 1962 momentos inesquecíveis para os fãs de futebol".

O Estádio Nacional Mané Garrincha foi reformado para a Copa das Confederações e Copa do Mundo-2014 a um custo de R$ 1,1 bilhão e está previstro para ficar pronto no próximo dia 18. O estádio será palco da abertura da Copa das Confederações, entre Brasil e Japão, no dia 15 de junho.

gbarata

Número de Mensagens : 1158
Data de inscrição : 13/04/2009
Idade : 37
Localização : Brasília

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PARA REFLEXÃO

Mensagem por vbm em Seg Maio 06 2013, 19:42

Hoje no Rio de Janeiro ventou muito em toda a cidade, o vento atingiu 93 Km/h...
Segundo o laudo emitido que ocasionou a interdição do Engenhão, a cobertura cairia com ventos de 63 Km/h.
Porque será que a cobertura do Engenhão não caiu?
O laudo estava errado? Ou por trás da interdição do Engenhão existem aqueles interesses citados pelo ex prefeito Cesar Maia, onde o estádio deveria ser fechado para viabilizar a licitação do Maracanã que foi dado de mãos beijadas ao Eike com um prejuízo danado para os cofres públicos?
Por que o mandatário do Botafogo deu uma desculpa e se afastou do cargo no meio de uma situação altamente prejudicial ao Botafogo que teve, e vai ter um prejuízo danado com o fechamento do Engenhão e hoje, apareceu só para declarar que o estádio vai ficar fechado até 2014?
Por que o Botafogo ainda não entrou na justiça contra a Prefeitura requerendo danos morais, materiais e lucros cessantes?
Partindo-se do princípio que a situação do Engenhão, conforme declarado pela própria Prefeitura, já era conhecida desde 2007 e resolveram, "coincidentemente", interditar o estádio às vésperas da Copa das Confederações, exatamente no período da conclusão da licitação do Maracanã, quando o Flamengo e o Fluminense estavam negociando com o Botafogo a renovação para continuar a jogar no Engenhão porque seria muito caro jogar no Maracanã.
O que eu sei é que vai ter muita gente deitando e rolando em uma grana preta enquanto o Botafogo vai ficar com o prejuízo.

__________________________________________________
"Great spirits have always encountered violent opposition from mediocre minds. The mediocre mind is incapable of understanding the man who refuses to bow blindly to conventional prejudices and chooses instead to express his opinions courageously and honestly."
Albert Einstein.

vbm
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 2602
Data de inscrição : 27/03/2009
Localização : Nem mesmo eu sei

Ver perfil do usuário http://www.biostery.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PARA REFLEXÃO

Mensagem por vbm em Ter Maio 07 2013, 10:41

Estudo inglês contesta o relatório que causou interdição do Engenhão

Associação brasileira apresenta laudo independente que 'acredita mais' nos testes originais canadenses do que no dos alemães, que deve ser revisado

Por Raphael Zarko
Rio de Janeiro


Mais de 40 dias após a divulgação de estudos da empresa alemã Schlaich, Bergermann und Partner (SBP), que levou à interdição do Engenhão, a Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural (Abece) divulgou na noite desta segunda-feira um novo relatório com análise independente de outra companhia. Segundo a inglesa Building Research Establishment Ltd (BRE), que comparou tanto os dados originais de 2004 dos canadenses quanto dos alemães de 2012, os resultados da Rowan Williams Davies & Irwin Inc. (RWDI), do Canadá, são mais críveis do que os da Wacker, outra alemã contratada pela SBP.
- Em face das considerações efetuadas em nosso relatório, acreditamos mais nos resultados dos testes realizados pela RWDI 2004 do que nos resultados dos testes realizados pela Wacker 2012 - diz um trecho do relatório da BRE, ao qual o GLOBOESPORTE.COM teve acesso.



Em 25 páginas, os ingleses põem em dúvida o estudo realizado pelos alemães e que serviu de motivo para a interdição do Engenhão pela prefeitura do Rio de Janeiro. A Abece pede a revisão do relatório da SBP, "considerando-se agora as matrizes de ações devidas ao vento determinadas pelo laboratório canadense RWDI e certificadas pela empresa britânica BRE". A associação brasileira ainda recomenda que sejam seguidos os preceitos do Manual de Manutenção elaborado pelo projetista Flavio D´Alambert, da Alpha Projetos, e pelo Consórcio Engenhão, formado pela Odebrecht e OAS.
Procurado pelo GLOBOESPORTE.COM, o projetista da cobertura se mostrou "ainda mais tranquilo" com o resultado dos estudos dos ingleses, que reavaliaram todas informações dos alemães e dos canadeneses. Na nota, o presidente da empresa RWDI, Anton Davies, do Canadá, reforça que "se o relatório fosse emitido nos dias de hoje, as informações seriam exatamente as mesmas". A nota da Abece ressalta que a tecnologia do túnel de vento foi criada no Canadá com vários dos atuais integrantes da RWDI.
O grande ponto de divergência entre os dois cálculos diz respeito à segurança da estrutura em caso de ventos muito fortes no Rio de Janeiro. Segundo a RWDI, haveria riscos - mas não de colapso - apenas em casos de ventos acima de 115 km/h. O parecer da SBP, no entanto, aponta que já há perigo se os ventos atingirem 63 km/h. Para D´Alambert, o novo relatório deixa clara a falha de avaliação dos alemães. Inclusive, ele cita ventos tão fortes quanto os desta segunda-feira no Rio, que atingiram 90 km/h, sem qualquer registro de dano no Engenhão.
- Fica claro que houve grande equívoco na avaliação da ação do vento, comprovado pelo relatório da certificadora inglesa. Na prática havia algo estranho, pois em pesquisa constatei uma média de 40 eventos anuais com ventos de rajada superiores a 60 km/h, sendo que nos últimos 90 dias foram seis casos na cidade do Rio de Janeiro, tendo no dia 9 de março sido registrado 106 km/hora e no dia de hoje (segunda-feira) 96 km/h. Portanto a conclusão de que o vento considerado no projeto original estava errado não tem fundamento teórico e tampouco prático - diz o projetista da cobertura do Engenhão.
Os ingleses da BRE estimam que houve problemas no relatório desenvolvido pelos alemães e que acabou sendo suficiente para fechar o Engenhão.
"Os resultados deste exercício sugerem que deve ter havido algo errado no método de correlação usado pela Wacker. 1) As cargas da Wacker parecem não ter sido corretamente distribuídas sobre toda a área da cobertura do estádio; 2) A análise da RWDI levou em conta o efeito do vento direcionalmente, enquanto a análise da Wacker não o fez; 3) Um limiar de carga não especificado (e na minha opinião injustificado) foi adicionado aos resultados dos testes da Wacker. Por isso não é surpresa ocorrerem grandes diferenças nos limites de vento", diz outro trecho do estudo inglês.
A BRE não concorda integralmente com o que foi apresentado pelo estudo inicial canadense, mas é sempre mais incisa nas críticas quando fala da Wacker.
"Tenho uma questionamento secundário sobre o relativamente menor modelo em escala usado no teste da RWDI. No que diz respeito ao teste da Wacker, tenho preocupações mais significativas. Falo sobre o fato de o modelo não ter sido testado com os prédios do entorno posicionados", relata outra parte do estudo inglês, referindo-se às maquetes testadas em túnel de vento por canadenses e alemães.
Na abertura do estádio, um Manual de Inspeção e Manutenção foi entregue para uma série de recomendações e pedidos de observação do desempenho da estrutura da cobertura do Engenhão. Em todos itens, havia um pedido de que qualquer percepção de problema o projetista Flavio D´Alambert deveria ser contactado. Porém, isso nunca aconteceu.
- Nunca tive nenhuma solicitação de análise de problemas na estrutura - diz D´Alambert.

Pressa na construção

Apesar de garantir a segurança da estrutura do estádio, o projetista da cobertura admitiu, recentemente, em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, que o estádio foi concluído com o prazo apertado para uso dos jogos Pan-Americanos de 2007.
- A pressa é inimiga da perfeição. Apesar de terem sido tomados todos os cuidados necessários, o ideal era que houvesse um prazo maior para a construção do estádio. O consórcio, quando houve a troca (da Delta para a dupla OAS/Odebrecht), só tinha mais quatro ou cinco meses para entrega - disse D´Alambert dia 27 de março deste ano, após a interdição do estádio.

http://globoesporte.globo.com/futebol/noticia/2013/05/estudo-ingles-contesta-o-relatorio-que-causou-interdicao-do-engenhao.html

Aí está a prova de que o laudo emitido para a interdição do Engenhão é, no minimo, suspeito.
A empresa alemã que emitiu o laudo participa do consórcio que reformou o Maracanã e o lógico seria o Botafogo, que é diretamente interessado e prejudicado, encomendar um laudo de uma empresa de engenharia idônea para confrontar com o exibido pela Prefeitura.
Diante dos fatos se pode deduzir que o fechamento do Engenhão atende aos interesses dos licitadores do Maracanã assim como aos intere$$e$ do Prefeito.
Tivemos ontem ventos acima de 90 Km/h e a estrutura da cobertura do estádio se manteve inalterada.
O Botafogo deveria imediatamente questionar o fato e exigir, mediante a apresentação de um laudo técnico, a reabertura do estádio.

__________________________________________________
"Great spirits have always encountered violent opposition from mediocre minds. The mediocre mind is incapable of understanding the man who refuses to bow blindly to conventional prejudices and chooses instead to express his opinions courageously and honestly."
Albert Einstein.

vbm
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 2602
Data de inscrição : 27/03/2009
Localização : Nem mesmo eu sei

Ver perfil do usuário http://www.biostery.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PARA REFLEXÃO

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:08


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum