Botafogo em debate
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos

Hepatite cresce 57% em cinco anos entre paulistanos

Ir em baixo

Hepatite cresce 57% em cinco anos entre paulistanos Empty Hepatite cresce 57% em cinco anos entre paulistanos

Mensagem por vbm Qua Maio 18 2011, 10:27

Hepatite cresce 57% em cinco anos entre paulistanos

Maioria dos infectados são homens. Estilo de vida aumenta risco de contágio

Hepatite cresce 57% em cinco anos entre paulistanos Figado-hepatite-casos-sao-paulo-20110517-size-598
Hepatite: a doença é caracterizada por uma inflamação do fígado, que pode ser causada por infecções (vírus ou bactérias), pelo uso de álcool, medicamentos, drogas ou por doenças hereditárias ou autoimunes (Thinkstock)

A cidade de São Paulo registrou um aumento de 56,9% no número de diagnósticos de hepatites virais em cinco anos, segundo dados do Ambulatório de Hepatites do Centro de Referência e Treinamento em DST/Aids (CRT DST/Aids), ligado à Secretaria Estadual de Saúde. Em 2004, quando a unidade iniciou suas atividades, foram identificados 388 casos da doença, número que pulou para 609 em 2009 - ano do último dado consolidado disponível.

Tanto em homens como em mulheres diagnosticados com hepatite, o tipo C foi o mais prevalente na amostra do CRT, justamente a forma mais perigosa da doença, associada à evolução de quadros de cirrose. O contato com sangue contaminado é a forma mais comum de transmissão - um alicate de unha não esterilizado, por exemplo, pode transmitir o vírus. Entre os pacientes do sexo masculino contaminados, 51,8% eram portadores do tipo C, índice que chegou a 69,8% na população feminina.

No caso do tipo B, de contágio prioritariamente sexual, a proporção de infectados entre os homens é quase o dobro em relação às mulheres: 33,1% dos pacientes masculinos diagnosticados com hepatite tinham essa variante da doença, ante 18,1% das mulheres. Mas já é possível, via Sistema Único de Saúde (SUS), se vacinar contra o tipo B, possibilidade que não existe para o subtipo C.

No total, o CRT diagnosticou 4.164 casos de hepatites virais entre 2004 e 2009, sendo que a doença se mostrou predominante entre os homens, que representaram quase 70% dos casos. Para o hepatologista Fernando Pandullo, do Hospital Israelita Albert Einstein, isso pode ser resultado da maior exposição masculina à atividade sexual desprotegida, uso de drogas e riscos de ferimentos - formas de contaminação associadas à doença.

Segundo Pandullo, a hepatite é uma doença geralmente esquecida pela população. "A maioria das pessoas tem medo de morrer do coração ou de câncer, mas esquece de quadros crônicos, como a hepatite, e não pede para os médicos pesquisarem a presença desses vírus". A própria característica da hepatite, doença que geralmente não provoca sintomas, agrava ainda mais a situação.

(Com Agência Estado)

http://veja.abril.com.br/noticia/saude/hepatite-cresce-57-em-cinco-anos-entre-paulistanos

__________________________________________________
Hepatite cresce 57% em cinco anos entre paulistanos Botafogoemdebatemenor
"Great spirits have always encountered violent opposition from mediocre minds. The mediocre mind is incapable of understanding the man who refuses to bow blindly to conventional prejudices and chooses instead to express his opinions courageously and honestly."
Albert Einstein.
vbm
vbm
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 2602
Data de inscrição : 27/03/2009
Localização : Nem mesmo eu sei

http://www.biostery.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum