Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos

Botafogo Agradece a Freguesia: 3 a 1

Ir em baixo

Botafogo Agradece a Freguesia: 3 a 1

Mensagem por vbm em Sab Ago 20 2011, 20:56

Botafogo Agradece a Freguesia: 3 a 1

Felipe Menezes marca duas vezes e comanda a goleada. André desconta no finalzinho para o Atlético-MG



Comandado por Felipe Menezes, o Botafogo dominou o Atlético-MG na noite deste sábado, no Engenhão, e venceu por 3 a 1, dois gols do meia e um de Elkeson. Errando muitos passes, o Galo descontou com André e sofreu sua quarta derrota consecutiva no Brasileiro, a quarta também sob comando de Cuca, contando o jogo pela Copa Sul-Americana.
Sem um lateral-direito de ofício após a rescisão de Patric durante esta semana, Cuca improvisou Serginho no setor. Escolha errada já que, preso, o volante de origem pouco subiu ao ataque. Por outro lado, os dois laterais do Botafogo se destacaram. Lucas, por exemplo, deu passe para o primeiro gol e Cortês foi constante opção nos ataques do Glorioso.



Com mais três pontos assegurados, o Botafogo chega aos 31 pontos na tabela e encosta ainda mais no G4, na quinta colocação. Já o Galo permanece com 15, ocupando a 18ª posição e continua sua amarga luta contra o rebaixamento.

BOTAFOGO ABRE 2 A 0 COM FACILIDADE

O jogo começou a todo vapor. Apesar do resultado adverso, quem assustou primeiro foi o Atlético-MG. Logo aos dois minutos, após lançamento de Bernard, Guilherme parou e cruzou para trás. Após desvio, a bola sobrou para o próprio Bernard que, quase da pequena área finalizou para defesa espetacular de Jefferson.

Mas o Botafogo respondeu em seguida. Após lançamento, Elkeson apareceu cara a cara com Renan Ribeiro e bateu. A bola desviou no goleiro e ia em direção ao gol, mas a zaga do Galo afastou para longe.

Daí para frente só deu Botafogo. Errando muitos passes, o Atlético-MG chegava com dificuldades ao ataque. Improvisado na lateral direita, o volante Serginho pouco subia, assim como Richarlyson, responsável pelas jogadas na esquerda.

Aos 16, Cortês apareceu. Em sua jogada característica, ele conduziu pelo meio e abriu para Lucas na direita. O lateral colocou a bola na cabeça de Elkeson que não perdoou e finalizou certeiro no contrapé do goleiro: 1 a 0 Botafogo.

O placar aberto no Engenhão apenas consumou o domínio do Glorioso, que queria mais. Com Felipe Menezes em noite inspirada, os ataques ganharam um toque de qualidade. Aos 36, após cobrança de escanteio, a zaga rebateu e Antônio Carlos ajeitou para o próprio Felipe Menezes na entrada da área. Com habilidade, ele ajeitou e bateu de canhota no canto esquerdo, ampliando para 2 a 0.

Com a vantagem no placar até o Botafogo se desanimou um pouco e apenas esperou o final da primeira etapa, indo para o vestiário com folga no placar.

MESMO MODIFICADO, GALO NÃO É PÁREO NA ETAPA FINAL

O Atlético-MG voltou para o segundo tempo no tudo ou nada. Com o atacante André na vaga de Mancini e Triguinho no lugar de Richarlyson, Cuca arriscou. Tudo em vão. O time continuou perdido e mal conseguia passar para o campo de ataque.

No Botafogo, pelo contrário, muita vontade. Dominando o Galo, o Glorioso tinha paciência e tocava muito a bola, sempre alternando velocidade com cadência, tendo certeza que mais cedo ou mais tarde mais um gol sairia. E de fato os botafoguenses estavam certos. Após contra-ataque puxado por Maicosuel, Lucas recebeu dentro da área e escorou para trás. Cheio de velocidade, Felipe Menezes chegou batendo e Renan Ribeiro aceitou o terceiro gol do Bota.

A facilidade era tanta que aos 19 minutos gritos de olé já eram ouvidos na arquibancada do Engenhão. Para tentar recuperar seu esquema tático, Cuca tirou Magno Alves e optou pela entrada de Daniel Carvalho. Novamente em vão.

Já com a vitória assegurada, o Botafogo também começou a modificar. Primeiro entrou a promessa Cidinho no lugar de Felipe Menezes. Em seguida, Caio Junior optou por Thiago Galhardo na vaga de Elkeson e, por fim, Alexandre Oliveira ocupando a posição de Maicosuel.
No fim do jogo, o Botafogo tocava a bola. E com precisão, já que tinha jogadores de sobra no meio de campo para segurar a posse. Mas em uma desatenção o Glorioso permitiu um contra-ataque do Galo e o golzinho de honra, marcado por André após enfiada de bola, mas nada que mudasse a vitória.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO 3 X 1 ATLÉTICO-MG


Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 20/8/2011 - 18h (de Brasília)
Renda/Público: R$ 149.795/8.841 presentes
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: Marrubson Melo Freitas (DF) e Carlos Emanuel Manzolillo (DF)
Cartões amarelos: Richarlyson, Dudu Cearense e Leonardo Silva (ATM)

GOLS: Elkeson, 16'/1ºT (1-0); Felipe Menezes, 36'1ºT (2-0); Felipe Menezes, 10'/2ºT (3-0); André, 48'/2ºT (3-1)

BOTAFOGO: Jefferson, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Marcelo Mattos, Renato, Felipe Menezes (Cidinho, 27'/2°T), Maicosuel (Alexandre Oliveira, 36'/2ºT) e Elkeson (Thiago Galhardo, 33'/2ºT); Alex. Técnico: Caio Junior.

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro, Serginho, Leonardo Silva, Lima e Richarlyson (Triguinho, intervalo); Pierre, Dudu Cearense, Bernard e Mancini (André, intervalo); Magno Alves (Daniel Carvalho, 14'/2ºT) e Guilherme. Técnico: Cuca.

Fonte: Lancenet

__________________________________________________
"Great spirits have always encountered violent opposition from mediocre minds. The mediocre mind is incapable of understanding the man who refuses to bow blindly to conventional prejudices and chooses instead to express his opinions courageously and honestly."
Albert Einstein.
vbm
vbm
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 2602
Data de inscrição : 27/03/2009
Localização : Nem mesmo eu sei

Ver perfil do usuário http://www.biostery.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum